Cresce o número de PMs afastados por Covid-19 em SC, mesmo com avanço da vacinação

Mesmo com mais de 60% dos 10 mil integrantes da Polícia Militar (PM-SC) vacinados (até 1° de junho), aumentou o número de afastamentos por Covid-19 na instituição.

A informação é do comandante-geral da PM-SC, coronel Dionei Tonet, e foi dada ao programa CBN Total desta terça-feira (8).

“Nós temos o aumento de infectados ativos, mesmo com a vacinação, que não elimina a contaminação, por isso é preciso manter todos os cuidados. Estes policiais ficam em isolamento. Hoje o número de policiais afastados é maior do que na semana passada”, afirmou. A corporação não informou, no entanto, a quantidade de PMs afastados e tampouco de quanto foi o aumento.

O comandante disse, ainda, que houve caso de policial que comunicou previamente que não queria ser vacinado, mas que agora já está imunizado. Mais de 160 policiais assinaram um termo de compromisso e não aceitaram o imunizante. O caso foi mostrado no Jornal do Almoço da NSC TV pelo repórter Julio Ettore.

Tonet afirmou que alguns policiais disseram que iriam esperar algum tipo de vacina específica e não aceitaram a oferecida à época. A atitude é condenada pelos especialistas que recomendam qualquer vacina aprovada pela Anvisa.

O comandante explicou estar preocupado com a situação e que há a tentativa permanente de conscientizar a tropa. Ele ressalta que no Brasil cerca de 10% das pessoas recusam a vacina, mas na PM-SC este índice fica abaixo de 1%.

Em São Paulo, onde a PM já foi quase toda vacinada, houve queda de 71% nas internações entre os policiais e reduziu em 34% o atendimento deles nas enfermarias.

Com informações NSC Total 




Source link

Sobre wily

Verifique também

Ponte desaba em Brusque e caminhão escapa por uma fração de segundo; assista ao vídeo

A cabeceira da ponte da Rua Ernesto Bianchini, no bairro Guarani, desabou em Brusque nesta …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *